quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

Hohohoho!

É Natal e, para evitar atropelos, enviei com antecedência minha cartinha para Noel.

A lista:
1. Essa lindís
sima coleção de colheres aí de cima, que achei em algum saite, não lembro qual. As peças iriam a leilão. Muito chique, não? Pode parecer devaneio, mas como tem gente que acha que Papai/Mamãe Noel nem existe, que mal tem pedir o impossível ao inexistente?

2. O livro da Julie Powell, "Julie & Julia". Essa maluca transformou depressão e crise existencial em uma aventura gastronômica. Para se livrar da frustração de ser uma atriz fracassada e secretária por falta de opção, impôs-se o desafio de, em um ano (2002), realizar as 524 receitas do livro "Mastering the art of french cook", de Julie Child. Julia criou o blog Projeto Julie/Julie para contar alegrias e tristezas enquanto enfrentava panelas e outros instrumentos em sua pequena cozinha em um apartamentinho no Queens, em Nova York. O blog durou um ano, período do projeto. E agora virou livro. Quem quiser pode conferir a história em juliepowell.blogspot.com.

3. O livro "Contos completos", da Virginia Woolf. A capa é deslumbrante, lembra um padrão de tecido, bem inglês. E a W. dispensa apresentações.








4. Panela par
a risoto Le Creuset. Linda, perfeita no tamanho, nas cores e no material.

5. Miniforminhas/panelinhas (deve ter um nome para isso, mas desconheço), que vi na Camicado. Têm tampa, são fofíssimas.

A realidade:
Se Noel existe, no meu caso é do sexo feminino e também atende por Rosane.
Portanto, meu eu presenteada tem que entrar em um acordo com o meu eu presenteadora.
Logo de início, ficou combinado que seria apenas UM item da lista e que as colheres de osso estavam descartadas, claro, pois minhas renas não voam tão alto hehehe.
Mas estava pronta para colocar no pé da árvore, na meia, sei lá, um desses mimos, pois minha porção Noel reconhece que eu mereço e pode parcelar em 6 vezes no cartão.

Havia uma caixa no meio caminho
Entrei na livraria Cultura para ver o preço dos livros da lista. Havia, em destaque, uma caixa de DVDs em comemoração aos 60 anos da livraria. Seis filmes: Vinhas da ira, A noviça rebelde, M.A.S.H, Carruagens de fogo, O silêncio dos inocentes e Fale com ela. Já vi todos. Gostei muito de todos, com exceção de Carruagens, que acho mediano. De qualquer forma, não os compraria agora. Mas Vinhas... É um filme que adoro. Surtei. Claro que deve ter por aí, poderia procurar na internet, etc. Conhece surto total? Ninguém segura a criatura em crise. Eu não me segurei. Peguei a caixa como se fosse a última (e olha que a pilha era grande) e negócio fechado. Foi como participar de uma promoção ao contrário: paguei seis e levei um que realmente me interessava.

Depois de derramado o leite...

Ao chegar em casa, já mais tranqüila, Mamãe Rosane Noel fez as contas e mandou uma rena me avisar que a cota para me autopresentear acabou. Ela não vai comprometer as finanças do Pólo Norte, e a bendita caixa de DVDs já está de bom tamanho. Ai, ai, nem uma daquelas minipanelinhas mimosas?

3 comentários:

COZINHAR COM OS ANJOS disse...

Amei o texto fartei-me de rir...que bom espirito de Natal...beijinhos doces

Rosamaria disse...

Adorei a Mamãe Rosane Noel!

Adorei também o teu lassi. Fiz e tomei escarrapachada no meio da bagunça que tá tomando jeito. Tirei até foto e vou postar lá no meu blog com os devidos créditos, claro.

Um Feliz Natal, cheio de coisas boas e um Ano Novo com mais ainda, além de saúde, paz e amor!

Bjão.

Rosane Vargas disse...

Anjinha, espero que meu eu Mamãe Noel entre mais no espírito de Natal e me outro presentinho hehehe.

Rosa, o lassi ajuda a refrescar a bagunça, não é? ótimas festas pra ti. Vou dar espiada na casa.

Grande beijo, gurias.