quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Restaurante que vende sundae e brownie mais caros do mundo fechado pela vigilância sanitária argh!


O Serendipity 3, de Nova York, é um daqueles locais badalados que toda "celebridade" adora citar quando o assunto é comida na Grande Maçã. Sem querer tirar os méritos do lugar, que devem ser muitos, eu acredito que a maior motivação para ir até lá seja mostrar que tem bala na agulha, ou melhor, dólar na carteira, para pagar os valores exorbitantes.
Pois o Serendipity 3 foi fechado pela vigilância sanitária. Junto com chocolates, sorvetes e quetais de milhares de dólares, o clientes estava comendo pêlos de ratos, fezes e outras sujeirinhas.
Stephen Bruce é o criador das sobremesas carésimas. Modestamente, ele escreveu um artigo em que afirma "if Andy Warhol, Dr. Seuss, and Willy Wonka were to plan a fabulous ice cream party, it might turn out something like this", referindo-se a suas criações.
O sundae do moço, chamado de Golden Opulence, é vendido a US$ 1 mil (mil dólares!). Ele combina as marcas mais caras e exóticas de sorvete e chocolate do mundo. O toque final? Esqueça a farofinha, as castanhas picadas. O Frrozen é salpicado por farelo de ouro comestível! No blog do Fernando Moreira, o valor divulgado foi US$ 25 mil, mas o saite do restaurante divulga mil dólares mesmo. De qualquer forma, o suficiente para figurar no Guinness como o sundae mais caro do mundo. Só não esqueça, quando for a Nova York, que é preciso fazer o pedido com 48 horas de antecedência.
Bruce também é o pai da rosquinha e do brownie mais caros do mundo: mil dólares a unidade da rosquinha (que tal, Homer Simpson?) e mil dólares o quilo do brownie. E o cliente felizardo ainda leva uns pelinhos e cocozinhos de rato sem pagar mais. Não vale a pena?

As informações são do saite Terra (www.terra.com.br), do blog do Fernando Moreira (http://oglobo.globo.com/blogs/moreira/) e do próprio restaurante (www.serendipity3.com).
A foto é do blog do Fernando Moreira.

Um comentário:

Sean Hagen disse...

*




huáhuáhuáhuáuáhuáhuáhuáhuá


hilário.





*