terça-feira, 20 de novembro de 2007

Penne com salmão e vodca


Eu gosto de massa com molhos suculentos, mas, principalmente em dias quentes, gosto dela sequinha. Era no que eu pensava há alguns dias, então resolvi misturar umas coisinhas e o resultado ficou delicioso.

Ingredientes:

200g de penne

250g de salmão

sal a gosto

2 colheres de sopa de suco de limão

2 colheres de sopa de azeite de oliva
2 dentes de alho amassados

1/2 copo de vodca

150 de vagem

150 de couve-flor (somentes as flores)

1 colher de chá de pimenta-rosa
1 tomate italiano cortado em oito no sentido do cumprimento e sem sementes.


Modo de fazer:
1. Prepare o salmão (da mesma maneira que fiz em uma receita de pizza em outubro): leve-o ao microondas, com o limão e sal a gosto, por 4 minutos. Com um garfo, desfie em pedaços não muito pequenos. Reserve.
2. Leve a vagem e a couve-flor ao microondas por 4 minutos. Precisam ficar bem tenros.
3. Cozinhe o penne em 2 litros de água com sal.
4. Enquanto a massa cozinha, doure refogue o alho no azeite em uma frigideira mais ou menos funda. Não deixe dourar.
5. Acrescente o salmão, mexa por 2 minutos, e acrescente a vodca. Flambe. Para flambar, vire um pouco a frigideira, de modo que o fogo atinja a borda. Tudo vai pegar fogo. É muito legal. Deixe por uns 3 minutos. Para apagar, basta tampar. Se o fogo ficar muito alto (na minha casa, virou uma labareda alta), tampe logo, não vá colocar fogo na casa!
6. Acrescente a vagem e a couve-flor, o sal e a pimenta-rosa. Esmague a pimenta entre os dedos, para desprender o aroma e realçar o sabor.
7. Junte o tomate, mexa rapidamente, só para ele ficar quente, e desligue. Sirva sobre o penne. Não aconselho misturar, use a massa como um colchão. Como toque final, pode-se usar queijo ralado moído na hora. Eu preferi não usar, para sentir bem o peixe, afinal, já tinha tanta coisa aí, né?


3 comentários:

Rosamaria disse...

Rosane

Hoje a empregada não veio e eu fui pra cozinha. Fiz a tua receita de arroz com cerveja e fez o maior sucesso.
Já estou programando outras receitas tuas.
Bjs.

Sean Hagen disse...

*



vendo essa receita, me dei conta que massa, apesar de maravilhosa sempre, virou uma praga, tá em todo lugar.
e quando se sai pra terras em que ela não presente, a gente nem sente falta.
se a culinária do lugar for boa, é claro.




*

Rosane Vargas disse...

Rosa, este arroz na cerveja fez sucesso. E é bom mesmo, né? Qdo fizeres outras, avisa.
bjs

Sean, massa é uma praga, mas das boas. Aonde foste que não tinha massa? Vejo em todo lugar, parece que é obrigatório.
bjs.

Rosane