sábado, 20 de outubro de 2007

Risoto de frutos do mar


Esta, sem falsa modéstia, é uma ótima pedida. Serve bem quatro pessoas. Basta uma salada verde para acompanhar.
Passei algumas dicas na receita de risoto de frango com maçã verde, então, quem quiser pode dar uma olhada lá.

Ingredientes:
300g de anéis de lula
300g de mexilhões sem casca
suco de um limão
água
300g de camarões pré-cozidos
4 colheres de azeite de oliva
1 grande cebola picada
2 xícaras arroz arbóreo
1 xícara de vinho branco seco
brodo
sal e pimenta-do-reino a gosto
1 pimentão verde picado não muito pequeno
1 colher de sopa rasa de açafrão em pó
8 dentes de alho grande partidos ao meio no sentido do comprimento (opcional)

Modo de fazer:
1. Deixe os anéis de lula e os mexilhões de molho em uma mistura de água com o suco de limão (suficiente para cobrir) por meia hora.
2. Coloque em uma panela larga o azeite e refogue a cebola até ficar transparente. Acrescente o arroz, refogue por uns dois minutos e acrescente o vinho. Espere evaporar. Durante todo esse processo, mexa sempre.
3. Acrescente três conchas de brodo, o sal e a pimenta, mexendo sempre. Quando o líquido estiver no nível do arroz, coloque mais brodo, sempre aos poucos e mexendo.
4. Quando o arroz estiver meio cozido (mais cru que al dente), acrescente as lulas e os mexilhões escorridos, o alho e o açafrão dissolvido em meia xícara de brodo. Não esqueça: continue mexendo.
5. Depois de uns 5 minutos, acrescente os camarões e o pimentão e acerte o sal. Deixe mais uns 5 minutos e está pronto.
Dicas:
1. Como o açafrão é caro (o meu foi "patrocinado" por minha amiga Ana Paula, que me deu esse presentão), dá para usar cúrcuma, também conhecida como açafrão da terra. O efeito amarelo é muito parecido, mas aí tem colocar mais, umas duas colheres pelo menos. Tente, se não ficar com uma cor bonita, coloque mais; dá para abusar, é barato.
2. Nesta receita, além do ponto do arroz, tem que ficar de olho nos frutos do mar; se cozinharem demais, a consistência é de borrachinha... não dá para ter esse trabalho e comer borracha no fim, né?
3. Quem não gosta muito de alho pode dispensar. Eu, como adoro, inventei de colocar bem grandões e mais pro final, para realçar o sabor.

6 comentários:

iliane disse...

amo risôto..aqui em casa somos viciados em risoto..e..sempre faço..quando estou fazendo..minha cozinha vira uma linda festa..êsse seu tá lindo..amei

Anônimo disse...

amei a receita, parece ser bem fácil, pretendo faze-la no fim de semana.. mas , o que é brodo???
bjus
Fernanda Lima

Rosane Vargas disse...

Fernanda, brodo é o caldo com que se vai regar o arroz até atingir o ponto de cozimento. Ele pode ser feito de carne, frango ou peixe.
Eu usei de frango. A gente cozinha um peito de frango com osso em uns 2 litros de água, com um talo de salsão (com as folhas), uma cebola, uma cenoura, umas três folhas de louro. Cozinha bem. Esse caldo é o brodo.
Quer fazer de um jeito bem fácil, o brodo de preguiçoso? Ferva a água e dissolva nela três cubos de caldo de galinha. Mas também não precisa ser tão preguiçoso: acrescente uma cebola, a cenoura e uns temperos, como ramos de tomilho, umas folhas de louro...

Fabiana disse...

A receita é excelente, apenas fiz uma pequena adapatação: retirei o pimentão verde e no momento final do preparo adicionei ( a pedidos) 1 pacotinho de queijo parmesão ralado. Ficou perfeito! Ao servir, já nos pratos, salpiquei um pouquinho (pouquinho mesmo) de pimenta calabresa, o que deu um toque picante. Ficou uma delícia. Quando faço aqui em casa, não sobra nada, absolutamente nada!

Rosane Vargas disse...

Fabiana,

que ótimo escreveres para falar das mudanças na receita. Sinal de que gostaste mesmo. Obrigada!
Beijos

luis carlos disse...

luis carlos
joinville s/c
Amo pilotar um fogão, mas dessa vez preferi fazer sua receita em um disco de ferro... ficou delicioso...para finalizar adicionei menteiga...ela da um brilho todo especial no arroz e nos frutos do mar.