sexta-feira, 23 de maio de 2008

Polenta como molho de shimeji

Eu adoro polenta. Esta dica, da revista Minuto Light, abre novas possibilidades. Preferi usar minha receita de polenta, que está logo abaixo; cada um pode fazer a sua. O molho dá para exatamente 2 porções.

Ingredientes da polenta:
1 litro de água (se quiser, pode usar caldo de legumes)

250g de farinha de milho média
(para uma polenta mais molinha, use 200g)
sal a gosto

Ingredientes para o molho:
1 colher de sopa de azeite
3 dentes de alho
2 xícaras de cogumelo shimeji (já separe os pedaços)
4 colheres de sopa de shoyu
4 colheres de sopa de saquê
2 colheres de sopa de cebolinha verde cortada

Modo de fazer a polenta:
1. Dissolva a farinha de milho na água fria ou no caldo de legumes (frio ou morno). Aquela história de ficar batendo feito doida direto na água fervente, para não empelotar, não é comigo. Mas tem gosto pra tudo.

2. Verifique se está bom de sal
3. Em fogo baixo, mexa sempre. Quando começarem a aparecer bolhas, que ficam estourando na superfície da polenta, tampe a panela e deixe por uns 5 minutos, mexendo de vez em quando.

Modo de fazer o molho:
1. Refogue o alho e o shimeji no azeite em fogo baixo até o cogumelo começar o soltar água.
2. Junte o shoyu e o saquê e deixe apurar por alguns minutos.
3. Acrescente metade da cebolinha, mexa e desligue o fogo.
4. Sirva sobre a polenta e finalize com a cebolinha restante.

domingo, 18 de maio de 2008

Estrogonofe de queijo branco

Só provando para ter idéia de quanto fica bom este estrogonofe. A receita foi publicada na revista Saúde É Vital. Mudei algumas coisas, para não perder o hábito. Por exemplo, tirei o ketchup e a mostarda e acrescentei a pimenta.
Rende 4 porções, é diferente, barata, prática, light. Enfim, entra no rol das receitas perfeitas.

Ingredientes:
1 colher de azeite de oliva
1 cebola grande picada
1 xícara de chá de cogumelos paris cortado em fatias (usei em conserva)
1 xícara de chá de molho de tomate (quem quiser pode usar molho pronto ou pegar o molho de tomate basicão que postei abaixo)
sal a gosto
pimenta-do-reino a gosto
molho inglês a gosto
1 queijo branco de 400g a 500g cortado em cubos
1 lata de creme de leite light

Modo de fazer:
1. Aqueça o azeite e doure a cebola.
2. Acrescente o cogumelo e refogue.
3. Adicione o molho de tomate e tempere com o sal, a pimenta, o molho inglês. Se for usar mostarda e ketchup, esta é a hora de jogar na panela.
4. Deixe ferver e acrescente o queijo branco, mexendo bem. Deixe cozinhar por apenas 1 minuto, o suficiente para aquecê-lo sem deixá-lo derreter.
5. Junte o creme de leite. Espere 1 minuto e desligue o fogo. Sirva em seguida.

Molho de tomate basicão

Na hora da pressa, a gente apela para o molho pronto. Esta minha receita é bem fácil e rápida. Pode ser guardada por alguns dias na geladeira ou congelada. Quem quiser pode incrementar com alho, tempero verde ou manjerica, estragão, enfim, fica ao gosto do freguês.

Ingredientes:
1 colher de sopa de azeite
1 cebola picada
3 tomates italianos picados
sal e pimenta-calabresa ou do reino a gosto

Modo de fazer:
1. Refogue a cebola no azeite até ficar transparente. Se for usar alho, coloque um pouco antes da cebola, mas não deixe dourar.
2. Junte os tomates, refogue por alguns minutos e acrescente o sal e a pimenta. Deixer ferver por uns 5 minutos ou até apurar.

Dica: use tomates bem maduros, mas não passados. Se os tomates não estiverem muito maduros, coloque meia xícara de água.

domingo, 11 de maio de 2008

Risoto de palmito e requeijão do Gaspar

O Gaspar, que é um moço de fino trato e chique que só, leva risoto na "marmita". Pode? É claro que pode! Eu provei, comprovei que ficou uma delícia, imediatamente peguei a câmera para tirar a foto. Como ele é um fofo, mandou a receita para os colegas que deram uma garfadinha.

"
Pessoas! Faltou registrar a fonte da receita heheheeh veio no saco do arroz arbóreo Blue Ville!
Gaspar

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
60 g manteiga
50 ml de azeite extra virgem
1/2 (meia) cebola picada bem fininha
1/2 (meio) copo de vinho branco seco
6 colheres de requeijão
1 e 1/2 tablete de caldo de legumes dissolvido em 5 xícaras de água fervente
1/2 (meio) vidro de palmito picado
Queijo parmesão ralado
Temperos a gosto (no meu utilizei: louro moído, orégano, alcrim e pimenta-do-reino moída, sobre o risoto pronto coloquei bastante tempero verde)

Preparo
Refogue a cebola com a manteiga e o azeite e acrescente o arroz (mexendo sempre com uma colher de pau). Eu coloquei o orégano, o alecrim, o louro e a pimenta neste momento (não sei se é o correto).. Coloque o vinho branco e o caldo de legumes aos poucos - mexendo levemente até terminar o cozimento (aproximadamente 15'). Quando o arroz estiver al dente retire do fogo e junte o requeijão, o palmito picado, o queijo parmesão e tempero a gosto. Misture bem e deixe repousar alguns minutos antes de servir. Coloquei sobre o arroz o tempero verde.

Bon apetit!"

Valeu, Gaspar!

domingo, 4 de maio de 2008

Bolo Vamo, Vamo, Inteeeer!

Glória do desporto nacional
Oh, Internacional
Que eu vivo a exaltar

Levas a plagas distantes

Feitos relevantes

Vives a brilhar


Correm os anos, surge o amanhã

Radioso de luz, varonil

Segue tua senda de vitórias
Colorado das glórias
Orgulho do Brasil


É teu passado alvi-rubro

Motivo de festas em nossos corações

O teu presente diz tudo

Trazendo à torcida alegres emoções
Colorado de ases celeiro
Teus astros cintilam num céu sempre azul

Vibra o Brasil inteiro
Com o clube do povo do Rio Grande do Sul


Este bolo é em homenagem ao 38º título do Campeonato Gaúcho conquistado pelo glorioso na tarde de hoje. Não é o nosso maior título, nós, que já chegamos ao topo e temos a tríplice coroa, mas é o primeiro desde que comecei o blog.
E uma final que se ganha com por OITO gols contra unzinho do adversário merece uma criação especial! Usei o coco e as cerejas, para garantir as cores da torcida vermelha-e-branca.
Daqui a pouco vou para o trabalho, levo esse bolinho para dividir com os colegas. A Anaís, que não liga a mínima para futebol, mas fica na torcida quando estou na cozinha, já garantiu a fatia dela.


Ingredientes da massa:

4 ovos

1 vidro de leite de coco

1/2 xícara de óleo
2 xícaras de açúcar mascavo
1 1/2 xícara de farinha de trigo branca

1 1/2 xícara de farinha de trigo integral
1 colher de sopa de fermento químico


Ingredientes da cobertura:
1 1/2 xícara de coco ralado (usei in natura congelado, mas serve coco seco)

1 lata de leite condensado

cerejas


Modo de fazer a massa:
1. Bata no liqüidificador os ovos, o leite de coco, o óleo e o açúcar.
2. Em uma tigela, peneire as farinhas e o fermento. Junte, mexendo delicadamente, a mistura do liqüidificador.

3. Leve ao forno preaquecido em 180º. Está pronto quando, ao fincar um palito, este sair sequinho.

Modo de fazer a cobertura:
1. Junte 1 xícara de coco com o leite condensado e leve ao fogo baixo.
2. Mexa sempre até ferver e começar a engrossar. Desligue, deixe amornar e cubra o bolo. Não deixe cozinhar demais, senão vira massa de beijinho.
4. Decore com as cerejas.


Dica: como inventei esta receita hoje e estava em plena emoção do jogo, não me dei conta de que a massa era muito líquida para uma fôrma de brioche (que é alta). Demorou uma vida para assar e quase queimou. Creio que o melhor seja usar uma daquelas com furo no meio ou então uma redonda comum.

sexta-feira, 2 de maio de 2008

Sorvete de manga

Chove em Porto Alegre. Chove muito e incessantemente. As ruas estão alagadas, faz frio e venta. Como amanhã é sábado e nada vai me tirar da cama, passei no supermercado, fiz minhas comprinhas, desci do táxi empinando a sombrinha e equilibrando sacolas e bolsa... o motorista, claro, não ajudou, que não foi bobo de sair na chuva.
E o porteiro: "que dia para fazer compras, hein?".
Pois é, tudo por um sábado acolhedor, vendo a chuva da janela. Eu vinha pensando em um chazinho, mas, ao chegar em casa, apesar do frio, lembrei-me do sorvete que havia preparado. Não é que sorvete de manga combina com dias frios e chuvosos?
A receita é do livro Receitas União – Doces & Salgados, Secos & Molhados, que comprei de um camelô por 5 pilas!
Ah, as medidas são todas em "copo americano", que diabo é copo americano? Fui ao Google, cada um dizia uma coisa. Decidi usar copo de requeijão mesmo. E usei açúcar demerara no lugar do refinado.


Ingredientes:
2 copos DE REQUEIJÃO de açúcar demerara

3 copos de água

3 colheres de chá de gelatina sem sabor granulada

2 copos de polpa de manga


Modo de fazer:

1. Ferva o açúcar com a água até obter uma calda em ponto de fio forte. Pausa. O que é "ponto defio forte"? Chega-se a ele quando a calda atinge a temperatura de 103ºC, mas, se não tiver um termômetro culinário, não há problema.
Pegue um pouco da calda com um garfo e levante-o, se o resultado forem fios grossos que custam a cair, está pronta a calda. Tire do fogo.
2. Dilua a gelatina em uma colher de água fria.
3. Misture a gelatina e a calda e deixe esfriar.
4. Bata a manga no liqüidificador.
5. Junte a manga à calda fria e mexa bem.
6. Leve ao freezer até começar a engrossar. Retire, bata na batedeira e leve ao freezer novamente para começar a engrossar. Repita essa operação por mais umas três vezes.

Eu não tive tempo para bater tantas vezes e confesso que também esqueci. O meu sorvete ficou menos cremoso do que eu esperava e mais doce do que eu gostaria. No entanto, o pessoal que provou aprovou. Então tá.