quarta-feira, 18 de junho de 2008

Festa de aniversário 2 – Trufas francesas

Acho trufa um doce lindo. Refiro-me à trufa original, não os bombons que costumam levar esse nome. Gosto do doce de massa macia, saborizada com essências, bebidas, cobertas com cacau. A trufa foi criada na França e tem esse nome e o formato, não muito uniforme, para lembrar a outra trufa, o fungo. Procurei bastante e encontrei esta receita na internet. Troquei o creme de leite em lata por creme de leite fresco (nata). Ficou saborosíssimo. Publico agora, pois foi um pedido de algumas das gurias que vieram ao chá de aniversário.

Ingredientes:
290g de nata fresca
1 colher de sopa de mel
400g de chocolate ao leite
250g de chocolate meio amargo

Modo de fazer:
1. Coloque uma panela no fogo em banho-maria. Quando a água ferver, colocar na panela de cima o creme de leite e o mel. Mexa bem até ficar líquido.
2. Tire a panela de dentro da água, acrescente os chocolates picados e leve novamente ao fogo.
3. Quando o chocolate começar a derreter, desligue o fogo e mexa bem até ficar uma massa homogênea.
4. Quando baixar o vapor, acrescente, se quiser, bebidas e frutas secas (primeiro a bebida, depois as frutas).
5. Coloque a massa em uma tigela. Quando esfriar, leve à geladeira. A receita original indicava o tempo mínimo de 24 horas de geladeira. Neste nosso tempo frio do sul, em 6 horas já estava no ponto.
6. Neste momento, você molda as trufas. Eu usei duas colheres de chá, modelando grosseiramente. Afinal, não queria ter bolinhas como resultado.
7. Quem quiser pode banhar as trufas em chocolate derretido. Também pesquisando na internet, vi um comentário da Nina Moori, do blog Gourmandise, que explicava que esse "banho" é para dar durabilidade, mas não é da receita original. Optei por não banhar em chocolate. Passei em cacau em pó (cacau mesmo, não achocolatado).
8. Pode-se guardar por até 4 meses. Eu deixei fora da geladeria, pois está frio aqui. No calor, é melhor deixar na geladeira até servir.

Dicas para incrementar as trufas:
Eu fiz duas receitas e dividi em quatro potes diferentes. Em cada um, dei um toque especial. Aí vão as sugestões:
1. Lá no ponto 4 do modo de fazer, acrescentei 20ml de conhaque.
2. No ponto 4, acrescentei 20ml de licor de apricot.
3. Novamente, no ponto 4, acrescentei 20ml de conhaque e em torno de 100g de damasco seco picado.
4. Sempre no ponto 4: acrescentei 20ml de rum e 5 colheres de sopa de passas de uva.

domingo, 15 de junho de 2008

Eba! Festa de aniversário! Primeira receita: estrogonofe de nozes à minha moda


Fiz aniversário no final de maio, mas só neste último sábado recebi as amigas para uma festinha. Todo ano, convido as gurias, preparo os petiscos, as bebidas. Acho que vai faltar comida, que não acertarei o ponto de alguma coisa, que isso ficou muito salgado, aquilo insosso, ou doce demais, ou de menos.
Confesso que me toma bastante tempo, mas não abro mão.

Muitas pessoas preferem fazer o aniversário em um bar ou restaurante, no estilo "de adesões", dá para convidar mais pessoas, etc. Eu acho legal. No entanto, prefiro ainda à moda antiga, preparar tudo em casa.
Não tenho muita louca nem espaço, algumas pessoas sentaram em um colch
ão que improvisei no chão da sala com uma colcha. A Patrícia, mais prevenida, trouxe a própria almofada. Pratos e copos não eram padronizados.
Enfim, não foi um exemplo de elegância.
Mas no final, tudo deu certo, a comida, sem falsa humildade, ficou ótima, as bebidas também. Acho que as gurias saíram satisfeitas, principalmente com o papo, que foi até tarde e divertidíssimo – e isso é o mais importante.
Um grande beijo às que compareceram, apesar o frio e da ameaça de chuva. Agora, é só esperar 2009!

Hoje, levei um prato que sobrou do estrogonofe de nozes para o jornal e algumas pessoas pediram a receita. Então, será a primeira da festa que coloco no blog.
Vi o estronofe em vários blogs. Na maioria, levava ovo. Eu não gosto muito de merengue sem cozimento. Procurei, procurei e decidi fazer um à minha moda. Adorei.
Rende cerca de 60 copinhos tipo de cafezinho. Dá para reduzir a receita.


Ingredientes:
2 latas de leite condensado
4 caixinhas de creme de leite (200ml cada)
400g de nozes (usei chilenas, mas dá podem ser pecãs)

Modo de fazer:
1. Coloque as latas de leite condensado na panela de pressão, cobertas com água. Depois que começar a dar pressão, deixe por 40 minutos. O resultado será quase um doce de leite.
2. Deixe o leite condensado esfriar antes de abrir a lata para evitar acidentes.
3. Misture o leite condensado com o creme de leite. Se ficar muito difícil, pois o leite condensado está bem consistente, misture no processador. Foi o que fiz.
4. Junte as nozes picadas (não moídas). Dá para usar o processador, mas não use a teclar ligar, use a pulsar, apertando e soltando, senão vira farinha. Outro jeito é colocar as nozes em um saco e bater com uma lata de compota fechada ou com o rolo de macarrão.
5. Depois de tudo misturado, leve à geladeira por umas três horas.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Encontro de Lulus – Minissanduíches de pão de centeio e chester


Faz um tempão que escrevi aqui sobre uma reunião de amigas na minha casa. O tempo passou, e esqueci-me de dar as outras receitas.
Hoje, passo a de pãezinhos de centeio e uma sugestão de sanduichinhos.


Ingredientes para os pãezinhos:
250g de farinha branca
250g de farinha de centeio fina
1 colher de sopa de fermento biológico instantâneo

1 colher de chá de sal

1 colher de sopa rasa de açúcar mascavo

5 colheres de sopa de azeite de oliva ou óleo de sua preferência

1 1/4 de água morna

Ingredientes do recheio:
1 embalagem de cream cheese (pode-se usar a versão light)

250g de peito de chester fatiado
pepininhos em conserva para decorar
sal (opcional)


Modo de fazer os pãezinhos:

1. Misture em uma tigela as farinhas, o fermento, o sal e o açúcar mascavo.

2. Junte o azeite e misture até formar uma farofa.

3. Acrescente a água aos poucos, até obter uma massa não muito macia, que solte das mãos.

4. Deixe crescer por cerca de duas horas, coberto por um plástico.

5. Sove a massa em uma superfície enfarinhada por cerca de 5 minutos. A massa ficará mais macia.

6. Modele os pãezinhos e deixe crescer por uma hora.

7. Leve ao forno preaquecido a 200 graus até assar.


Montagem:

1. Se achar necessário, coloque um pouco de sal no cream cheese.

2. Corte os pães ao meio, passe uma colher de sobremesa de cream chesse, coloque uma tirinha de chester e feche.

3. Finalize com uma rodela de pepino e um palitinho. Se tiver palitos mais bonitinhos, fica melhor ainda.

domingo, 1 de junho de 2008

Frango com rúcula

Depois de tantas receitas vegetarianas, que tal comer um franguinho?
Esta é de uma edição especial da revista Saúde É Vital. Fácil, fácil e muito gostosa.

Ingredientes:
1 colher de sopa de azeite de oliva
2 bifes de frango altos
sal e pimenta a gosto
1/4 de copo de vinho branco seco
1 maço grande de rúcula picada

Modo de fazer:
1. Aqueça o azeite em uma frigideira e doure os bifes temperados na hora com o sal e a pimenta. Cuide para que a carne fique cozida, mas não seca.
2. Retire os bifes da frigideira e reserve.
3. Derrame o vinho na frigideira e mexa.4.
4. Acrescente a rúcula e refogue até murchar um pouco.
5. Despeje esse molho sobre os bifes e sirva.