domingo, 19 de outubro de 2008

Cenoura e nabo à moda macrobiótica

Durante um longo tempo, fui macrobiótica. Na minha opinião, não há dieta melhor, mas tem que ser seguida direitinho, senão dá muito errado. Enquanto morava com minha mãe, ela preparava tudo, aprendeu essa nova maneira de cozinhar, fazia marmitinhas com as quantidades certinhas.
Eu era uma bóia-fria no restaurante universitário, pois não havia facilidades como microondas. Lá estava eu, feliz da vida, com minhas porções de arroz integral, raízes e oleaginosas. Tudo frio, mas para mim, maravilhoso.

Esta receita é um clássico. Fácil de fazer e muito saborosa. Para mim, com cara de faculdade, bons papos em longos almoços sentada na grama do Parque da Redenção, amigos queridos que se perderam no tempo e, principalmente, carinho de mãe.

Ingredientes:
2 colheres de óleo de uva ou gergelim

2 cenouras médias
2 nabos redondos

2 colheres de sobremes de shoyo

2 colheres de sopa de semente de gergelim


Modo de fazer:

1. Corte os nabos e as cenouras em fatias.

2. Em uma frigideira, aqueça o óleo e coloque a cenoura e o nabo. Vá mexendo para não queimar e cozinhar de maneira homogênea. Quando estiverem macios, mas crocantes, acrescente o shoyo, mexa e desligue.

3. Em outra frigideira, toste o gergelim. Basta colocar as sementes, em fogo baixo. Sugiro tampar, pois elas pulam como pipoca. Sacuda a frigideira constantemente. Deixe bem pouco tempo. Espere as sementes pararem de pular e confira se estão tostadas.

4. Cubra a cenoura e o nabo com o gergelim e sirva.

10 comentários:

ameixa seca disse...

No ponto 2 é para colocar a cenoura e o gergelim ou a cenoura e o nabo? Acho que o gergelim entrou antes de ser chamado he he
Eu adoro comida veggie :)

Rosane Vargas disse...

Ameixa! é mesmo... salvaste a receita :)). Já arrumei.
grande beijo

Vivian disse...

acho que nunca comi nada macrobiótico. Vou testar a receita, estou com um nabo na geladeira sem saber o que fazer !!

Leonor de Sousa Bastos disse...

Olá!!

Eu nunca experimentei comida macrobiótica, mas esta sua está com uma aspecto...deve ser deliciosa!

:)

Téia disse...

Oi Rosane, vim te conhecer, muito lindo seu cantinho. Eu AMo comida macrobiótica, natural, veggie e tudo o que fôr saudável, mas infelizmente não consigo largar meus doces. Esta está deliciosa,a idéia de colocar nabo foi ótima pois nunca fiz nada com ele. Ótima oportunidade, né? Bj grande e muito obrigada pela visita.

Cris disse...

Oi Rosane, esta receita me lembrou a época que meu irmão fazia macrobiótica, eu comi muito em restaurante macrobiótico com ele. Adorei! Para o cottage... eu usei leite de caixinha, dá certinho. Beijos!

Heleni Pierri Galindo disse...

Oi Rosane. Fiquei muito feliz por vc ter ido ao meu blog.O pavê de Bis ficou ótimo!Todos lá em casa aprovaram. Coloquei a receita do bacalhau gratinado no blog. É muito facinho de fazer.
Venha me visitar sempre.Ficarei honrada.Ah...adorei essa receita macrobiótica. Vou prepará-la essa semana.
Beijos!

Emília disse...

Oi Rosane!! Eu gosto muito de nabo e acho que gergelim dá um toque especial na comida! Adorei!
Beijinhos

Emília disse...

Eu de novo!! Rosane, não sei te dizer como fazer esse pão, essa função para depois de 25 minutos, daí coloco a manteiga e as passas e depois ela volta a misturar e depois fermentar. Essas máquinas são diferentes dependendo do país né!? Aqui esse pão é muito consumido pelos japoneses, daí que tem na máquina! rs
Beijinhos, e acho que não ajudei muito!rs

Jorge Purgly disse...

Olá estou escrevendo sobre o tema e gostaria de compartilhar o assunto.
Veja
http://drbachflower.blogspot.com
htp://biometrio.blogspot.com
http://konektigi.blogspot.com
http://mastersuno.blogspot.com
http://purgly.blogspot.com
http://xeesm.com/JorgePurgly
http://purgly.wordpress.com
Aproveito a oportunidade para desejar um Feliz Ano de 2010 repleto de realizações.
Um abraço,
Jorge