domingo, 30 de setembro de 2007

Era para ser peixe



Semana passada, eu planejei fazer um cherne com molho de castanhas. Comprei um belo pedaço, mas, na correria diária, não tive tempo, e o peixe maravilhoso foi para o lixo... É, eu sei, merecia 15 chibatadas por isso. Mas as castanhas já estavam ali mesmo, havia frango na geladeira: promovi entre ambos uma união muito feliz.
Coloquei em uma panela larga e baixa iscas de frango para dourar levemente em um pouco de óleo, mexendo de vez em quando para não grudar. Depois, acrescentei cebola picada e suco de limão, sempre em fogo médio. Reguei com molho de soja, joguei um pouco de pimenta-do-reino moída na hora, mais uma mexidinha. Deixei levantar fervura e juntei pimenta-dedo-de-moça picada, sem as sementes.
Enquanto esses temperos iam se incorporando ao frango e a cozinha se enchia de um cheiro que abriu o apetite, coloquei as castanhas-de-caju em um frigideira, sem nenhuma gordura, para tostar levemente (elas já são compradas torradas). Reservei.
Voltei ao frango. Aumentei o fogo, pois a idéia era um prato com pouco molho.
Hora de finalizar. Primeiro provei para saber se estava bom de sal. O molho de soja já é salgado, então é recomendável verificar antes de colocar o sal. Não achei necessário acrescentar, mas depende do gosto de cada um. Eu achei que o frango estava meio pálido, então, derreti uma colher de sopa de açúcar mascavo em um frigideira e acrescentei. Ficou ótimo: cor bronzeada e o sabor muuuuito discreto, uma espécie de ingrediente secreto hehehe. Por último, acrescentei as castanhas. Servi imediatamente, para elas não ficarem moles.
Minha filha, a Delta (que me ajudou no preparo, cortando todos os ingredientes) e eu adoramos. Espero que vocês também.
Dica: no Mercado Público de Porto Alegre, os açougues vendem o peito de frango cortado em iscas, na hora, e não cobram mais por isso. Amo o Mercadão!

sábado, 22 de setembro de 2007















Sábado chuvoso é ótimo para cozinhar. Hoje fiz suflê de couve-flor e um bolo de carne de soja (este no microondas). Ótimo para quem curte comida vegetariana. Meu suflê, felizmente não murchou. No entanto, a receita era pequena e a fôrma, grande; logo, não ficou aquele suflê estufado, fetiche e expectativa do "suflezeiro". Mas ficou bem gostoso.


Suflê de couve-flor - Rende quatro porções
Ingredientes:
1 couve-flor pequena

sal a gosto

2 colheres (sopa) de cebola picada

1 dente de alho picado
salsa picada
3 claras

3 gemas

1 colher (sopa) de farinha de rosca

2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado

Manteiga para untar a fôrma


Como preparar:

1. Lavar a couve-flor e picar bem (inclusive os talinhos). Levar ao micoondas por 7 minutos.

2. Misturar à couve-flor sal a gosto, a cebola, o alho e a salsa.

3. Bater as claras em ponto de neve, juntar as gemas e bater por mais um pouco.

4. Untar uma fôrma para suflê com a manteiga.

5. Espalhar um terço dos ovos no fundo da fôrma. Misturar a couve-flor com o restante dos ovos e despejar na fôrma.
6. Polvilhar com a farinha de rosca e, depois, o queijo ralado.
7. Assar em forno pré-aquecido a 180 graus, por 25 minutos.

Quem quiser pode substituir a manteiga por margarina, mas eu não abro mão da manteiga por nada.


Bolo de carne de soja - 4 porções

Ingredientes:
1 1/2 xícara de PVT (proteína vegetal texturizada, também conhecida como carne de soja)
2 fatias de pão integral
50g de queijo mussarela em cubos
1/2 xícara de chá de leite
orégano e tomilho fresco a gosto
sal e pimenta-do-reino a gosto

Como preparar:
1. Deixar a PVT de molho para hidratar por uma meia hora.
2. Depois, misturar bem com as fatias de pão molhadas e espremidas com os mãos (não é preciso deixar de molho na água, basta colocar rapidamente sob a torneira e espremer), a mussarela, o leite, o orégano, o tomilho, o sal e a pimenta.
3. Colocar em uma fôrma de furo no meio que vá ao microondas untada com óleo.
4. Levar ao microondas por 14 minutos na potência alta.