domingo, 2 de setembro de 2012

Moqueca capixaba à minha moda


Parece contraditório uma moqueca capixaba "à minha moda". Ou é capixaba ou é à minha moda. Não necessariamente. A última Confraria, que ocorreu ontem, tinha como tema Sabores do Brasil. Eu escolhi para o meu prato e o da Anaís o Espírito Santo. Mas, por exemplo, não gosto de coentro, que é o cerne da moqueca. Só que para mim, não dá. Já tente, mas o coentro não me desce.

Tirei as receitas do livro Espírito Santo, da coleção Cozinha Regional Brasileira, da editora Abril. Acho que algumas receitas são bem interessantes, mas há um pouco de forçada de barra na atribuição de certas atribuições a este ou aquele estado.

Como sempre, vou publicar no blog a receita tal que fiz. Espero que gostem.

Ingredientes:
1,8kg de cação cortado em cubinhos
3 colheres de chá de sal marinho
suco de 4 limões taiti
4 colheres de sopa de azeite de oliva extravirgem
15 dentes de alho picados
4 xícaras de chá de tomates picados
4 cebolas médias picadas
1 maço e meio de salsinha picada (use coentro, se preferir)
4 colheres de óleo de urucum

Modo de fazer:
1. Coloque em uma panela (de preferência de barro, mas as minhas a Anaís quebrou) o peixe com o sal, o limão, o azeite e o alho. Misture bem.
2. Ligue o fogo e acrescente o tomate, a cebola, a salsinha (ou coentro, se preferir) e o óleo de urucum. Misture, com cuidado para não desmanchar o peixe. Se necessário, adicione meia xícara de água, mas, se os tomates estiverem maduros, solta suco suficiente.
3. Quando levantar fervura, deixe uns 10 minutos e desligue.
4. Sirva quente com arroz.